Projetos Especiais

Semana do meio ambiente

Imagem22

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado dia 5 de junho a cada ano, e tem o objetivo de promover atividades que visam a proteção e a preservação ambiental, além de alertar a população e governos de cada país para os perigos que os maus cuidados à natureza podem causar.

Assim sendo, o Parque Tecnológico da UFRJ, organizou para 2015 a Semana do Meio do Ambiente, que foi celebrada de 1 a 3 de junho.

Clique aqui para saber mais sobre o projeto

Alunos Contadores de Histórias do IPPMG

IPPMG

O Parque Tecnológico da UFRJ apoia, desde 2013, o projeto de extensão universitária Alunos Contadores de Histórias do Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (IPPMG)/UFRJ, que tem como objetivo trazer para o espaço hospitalar a alegria e o entretenimento através da leitura de livros infantis. O projeto, criado em 2008, já contou com o trabalho voluntário de 563 alunos dos mais variados cursos. Até o momento, mais de 43 mil pessoas foram beneficiadas com a ação.

Arraiá Social

arraia

Desde 2013, o Parque Tecnológico realiza uma festa junina colaborativa de cunho social para mobilizar recursos e destiná-los aos projetos de extensão universitária e/ou de relevância e alcance social.

Em 2015, os recursos foram revertidos para o Projeto de Extensão Universitária Alunos Contadores de Histórias/ Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (IPPMG)/UFRJ. Cerca de 400 pessoas estiveram presentes na festa, que contou com a participação de empresas do Parque e da Incubadora de Empresas da Coppe/UFRJ. Foram arrecadados R$ 11.949,60, que serão repassados à iniciativa, cujo objetivo é trazer para o espaço hospitalar a alegria e o entretenimento através da leitura de livros infantis. Atualmente, são 250 crianças com doenças de alta complexidade internadas no IPPMG.

Prêmio Gilberto Velho de Teses

foto_000004

O Prêmio Gilberto Velho de Teses é apoiado pelo Parque Tecnológico da UFRJ desde a sua criação, em 2013. O projeto, em parceria com a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, premia as cinco melhores teses de doutorado defendidas no ano em cinco áreas distintas: Ciências da Vida, Ciências Tecnológicas e da Natureza, Ciências Sociais e Humanas, Letras e Artes, e Tese Inovadora. Cada vencedor recebe um prêmio no valor de R$ 10 mil e, seus respectivos orientadores, uma viagem para a participação em eventos científicos.

 

UFRJ Desafia

UFRJ Desafia

Em 2014 o Parque Tecnológico patrocinou o projeto UFRJ Desafia, que reúne equipes acadêmicas de competições do Centro de Tecnologia da UFRJ.

As cinco equipes que participam do projeto são:

Minerva Bots: criação de robôs que participam de competições internacionais de luta;

Ícarus: projeção e construção de protótipos de carros do tipo “fórmula”;

Minerva Aerodesign: construção de aeronaves voltadas para competição no Centro Tecnológico da Aeronáutica, em São José dos Campos (SP);

Minerva Baja: criação de protótipos de veículos off-road para competir nacionalmente; e

Solar Brasil: construção de barcos de competição movidos a energia solar.

Arte no Campus

livros meus_mg_0630280215_mini

O Parque Tecnológico da UFRJ foi o patrocinador do evento Memórias do Boto, projeto que fez parte do calendário oficial de comemoração dos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro. De 28 de março a 30 maio de 2015, o campus da UFRJ na Cidade Universitária abrigou exposição de 45 esculturas de botos, confeccionadas em fibra de vidro por especialistas do Laboratório de Engenharia Naval da UFRJ, e pintadas por artistas, professores e alunos da Escola de Belas Artes. Todos se inspiraram em ícones, regiões, personagens ou passagens históricas do Rio de Janeiro para a elaboração de suas peças. Saiba mais sobre a exposição aqui.

Equipes de Rendimento

Esporte

Em 2014, o Parque Tecnológico da UFRJ apoiou o Esporte Representativo Esportivo da UFRJ, atividade que existe há 40 anos e é formada por alunos que representam a UFRJ nas competições universitárias brasileiras. O Parque auxiliou a compra de uniformes e materiais para as equipes de rendimentos das modalidades de futebol masculino, futsal feminino e masculino, handebol masculino e feminino, voleibol masculino e feminino, atletismo masculino e feminino e basquete masculino e feminino. Atualmente, o projeto conta com a participação de cerca de 350 alunos atletas.

 

Concurso de Soluções Sustentáveis – Fundo Verde da UFRJ

DSC_0421

O Parque Tecnológico da UFRJ patrocinou a premiação do Concurso de Soluções Sustentáveis, uma iniciativa do Fundo Verde, que escolheu 4 ideias sustentáveis de baixo custo e  inovadoras que serão implantadas na Ilha do Fundão. O Fundo Verde, laboratório instalado no Parque, é formado por recursos de renúncia do ICMS cobrado na conta de energia paga pela Universidade, uma verba anual de cerca de R$ 7 milhões. O valor do imposto é devolvido a Universidade sob a condição de ser reinvestido em projetos ambientais que reduzam o consumo de energia e gerem alternativas sustentáveis. Entre as iniciativas implementadas pelo Fundo Verde estão a van de biodiesel – gerado a partir do recolhimento de óleo de cozinha dos restaurantes da UFRJ –; a ciclovia no campus, o ônibus de hidrogênio e o carro elétrico.

O concurso criado visou estimular alunos, professores e funcionários da UFRJ a desenvolverem projetos nas áreas de Água, Mobilidade e Energia. Os projetos vencedores foram: “Instalação de lâmpada LED nas áreas de comum acesso do CT”, liderado por Douglas Machado; “Transporte Solidário: unificando e ampliando as caronas na cidade universitária”, de Manuel Meyer e equipe; “Projeto Inova ETE: usina sustentável de recursos energéticos e materiais”, do professor Issac Volschan Junior e equipe; e “Processo de reutilização de água de destiladores e instalação de redutores de fluxo do CCS”, desenvolvido por Lucas Pinho.

Programa de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC EM)

O PIBIC EM é um programa de bolsas dirigido aos estudantes do ensino médio que tem como finalidade despertar a vocação científica nos jovens e incentivar talentos potenciais, orientados por professores da UFRJ. O Parque duplicou o número de vagas oferecidas e o valor pago pelas bolsas de iniciação científica.