Rio de Janeiro irá sediar Conferência Anprotec de Empreendedorismo e Ambientes de Inovação em 2017

Rio de Janeiro irá sediar Conferência Anprotec de Empreendedorismo e Ambientes de Inovação em 2017

21/10/2015
anprotec2A cidade do Rio de Janeiro foi escolhida hoje, dia 21 de outubro, durante assembleia geral da 25ª Conferência Anprotec, como sede da 27ª edição do evento, o maior e mais representativo do Brasil sobre empreendedorismo e ambientes de Inovação. O Parque Tecnológico da UFRJ foi o proponente da candidatura, que contou com o apoio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da REINC (Rede de Incubadoras, Polos e Parques Tecnológicos do Rio de Janeiro) e da FAPERJ (Fundação de Amparo à Pesquisa do estado do Rio de Janeiro). O evento será realizado no Centro de Convenções Sul América, localizado no centro do Rio, em 2017 . Criada em 1987, a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) reúne cerca de 325 associados, entre incubadoras de empresas, parques tecnológicos, instituições de ensino e pesquisa, órgãos públicos e outras entidades ligadas ao empreendedorismo e à inovação. Líder do movimento no Brasil, a Associação atua por meio da promoção de atividades de capacitação, articulação de políticas públicas, geração e disseminação de conhecimentos. O Parque Tecnológico da UFRJ foi criado, em 2003, para estimular a interação entre alunos e corpo acadêmico da Universidade e as empresas. E, desta forma, foi capaz de transformar conhecimento em emprego e renda. Hoje, em 350 mil metros quadrados, o Parque conta com 47 empresas instaladas, sendo 12 grandes, 6 pequenas e médias, 29 srtart ups, além de 6 laboratórios. Novas empresas também estão chegando. Entre elas, L´Oréal, BG e Ambev. Além disso, o Parque abriga a Incubadora de Empresas da Coppe/UFRJ. Em mais de 20 anos de atividade, a Incubadora já apoiou a geração de 85 empresas, responsáveis pela criação de mais de 1250 postos de trabalho altamente qualificados. Em 2017, o Parque contará com um espaço diferenciado, o CUBO, que abrigará cultura, lazer e a oportunidade de ampliação de networking. No formato do Cubo Mágico de Rubik´s, a arquitetura do projeto inspirou a candidatura da cidade a sediar o evento. No estande da conferência atual, os participantes foram desafiados a completar a charada e, quem a fizer em menos tempo, ganhará uma passagem de ida e volta para o Rio durante o evento, em 2017. Até agora, somente uma pessoa, o potiguar Francisco Sergio de Almeida Neto, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, conseguiu montar o cubo (em 1 hora e 5 minutos).