Trem urbano de levitação magnética feito na UFRJ é apresentado no Rio

Trem urbano de levitação magnética feito na UFRJ é apresentado no Rio

03/10/2014

Fonte: G1 |

Foi apresentado nesta quarta-feira (1), no Rio, um protótipo do primeiro trem urbano de levitação magnética do Hemisfério Sul. O trem foi desenvolvido por engenheiros da Coppe, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e testado pelos maiores especialistas do mundo.
O protótipo tem motor movido a energia elétrica e pode atingir até 100 km por hora. Conforme mostrou o Jornal Nacional, o trem foi projetado para transporte urbano e aguarda investidores para ser fabricado em escala comercial.
A apresentação foi feita na pista de testes, que tem placas de ímã instaladas dos dois lados. Embaixo do veículo há um supercondutor, um material de tecnologia de ponta, que impede a passagem do campo magnético, o que faz o trem levitar.
Essa mesma tecnologia vem sendo testada na Alemanha e China, mas o trem brasileiro é o que está em estágio mais avançado. Segundo os especialistas, é muito mais econômico do que o metrô e não poluente. O teste com passageiros foi o primeiro passo para a certificação e a industrialização.
“O próximo passo seria uma aplicação para um trecho maior, evidentemente depois de ter todo esse processo de certificação efetuado e isso pode ser efetuado aqui, nessa própria linha a gente pode certificar essa tecnologia”, explicou Richard Stephan, professor da Coppe e coordenador do projeto.
“Nós nos baseamos num estudo na Nasa que identifica nove etapas para um produto tecnológico ir ao mercado. Nós entendemos que estamos na sétima etapa aqui. O que falta, essencialmente, é o lado econômico, a demonstração de custo, seja de construção, seja de operação e a viabilização dele como um veículo seguro e que poder ter um uso urbano, como é destinado”, destacou Stephan.