Promec faz estudos que podem viabilizar a primeira barragem de rejeitos construída em concreto no Brasil

Promec faz estudos que podem viabilizar a primeira barragem de rejeitos construída em concreto no Brasil

17/11/2016

A Promec Engenharia e Computação Avançada, empresa residente do Parque Tecnológico da UFRJ, será responsável pela consultoria de engenharia para estudos de viabilidade e análise estrutural de uma nova barragem, prevista para ser instalada na Samarco MG, no local do acidente em Mariana. Com o objetivo de evitar que novos desastres aconteçam, a empresa foi contratada para desenvolver estudos da primeira barragem para contenção de rejeitos construída em concreto CCR (concreto compactado a rolo) no Brasil. Essa tecnologia já é amplamente empregada em usinas hidrelétricas.

Segundo Carlos Eduardo da Silva, diretor técnico da Promec, a barragem de concreto é mais segura, ocupa uma área menor do reservatório, além de reduzir o tempo de construção. “Duas barragens de terra colapsam por ano no mundo, muito por conta de dificuldades durante sua construção que pode levar anos. Já a barragem de concreto tem menos fases de construção, além de um sofisticado controle de qualidade durante a execução, reduzindo os riscos futuros”, explica Carlos.

Todo o projeto conta com vistoria permanente dos consultores internacionais do Ministério Público de Minas Gerais.